Categoria

Cultura
Descendente direta da moda portuguesa, a MODINHA, ou Modinha Imperial, nasceu no final do século XVIII e fez imediato sucesso no Brasil, principalmente nos centros urbanos. Alguns pesquisadores chegam a afirmar que ela é genuinamente brasileira, mas a falta de documentos que comprovem este fato não nos deixa chegar a uma conclusão definitiva. Na verdade,...
Saiba Mais
A música e a poesia popular sempre estiveram presentes na vida de nosso povo. Em todos os estados vemos violeiros e cantadores, verdadeiros gênios que registram o cotidiano de nosso país numa linguagem criativa, inteligente, viva, recriarem a realidade de transformando-a em ironia e crítica, em riso, tristeza ou graça, isto é: escrevendo nossa história...
Saiba Mais
10 de maio de 1946. As ruas do Rio de Janeiro estão silenciosas. As pessoas falam em voz baixa, os verdureiros não cantam seus pregões, os passageiros dos bondes cochicham, comovidos, as últimas notícias. Das grã-finas do society às lavadeiras que descem os morros para entregar as roupas nos quartéis; do bacharel em direito ao...
Saiba Mais
Autor: Texto enviado por Ari Donato, jornalista reside na cidade de Salvador, Bahía A viola de arame, de dez cordas dispostas em cinco ordens, aportou no Brasil na metade do século XVI, a tiracolo dos colonizadores portugueses e dos padres jesuítas. Os primeiros trouxeram o instrumento para animar folguedos; os outros, para utilizar no processo...
Saiba Mais
Tristeza do Jeca, gravada originalmente por Paraguaçu, assim mesmo com “ç”, (Roque Ricciardi), emocionaria todo o país em seu relançamento com Tonico e Tinoco, e seria regravada, ao longo do tempo, por muitos outros artistas. Foi um sucesso tão grande que logo atravessou nossas fronteiras e tornou-se conhecida em diversos continentes. Seu compositor, Angelino de...
Saiba Mais
Para quem gosta do sertanejo da gema, sem o oportunismo melado do romântico industrial, a música Rapaz Caipira, que Renato Teixeira compôs em 1999, ainda representa um marco contra o estereótipo usado pelo mundo urbano para idealizar o homem e o jeito de falar do interior. “Qui m\’importa, qui m\’importa. O seu preconceito qui m\’importa....
Saiba Mais
“Daimon”, em grego, é espírito, ser sem materialidade, aquilo que se sente, mas não se pode provar pela ?Empeiria? que é a experiência material vivida fisicamente, pessoalmente. Modernamente dizemos empiricamente, que é aquilo que pode ser provado, quantificado, atestado. Quando o Cristianismo foi trazido para o Ocidente Romano, muitas das formas de dizer do ?indizível?...
Saiba Mais
O sotaque das mineiras deveria ser ilegal, imoral ou engordar. Porque, se tudo que é bom tem um desses horríveis efeitos colaterais, como é que o falar, sensual e lindo ficou de fora? Porque, Deus, que sotaque! Mineira devia nascer com tarja preta avisando: ouvi-la faz mal à saúde. Se uma mineira, falando mansinho, me...
Saiba Mais
Antônio Gonçalves da Silva, mais conhecido como Patativa do Assaré, (Assaré, 5 de março de 1909 ? 8 de julho de 2002) foi um poeta popular, compositor, cantor e improvisador brasileiro. Uma das principais figuras da poesia oral nordestina do século XX. Segundo filho de uma família pobre que vivia da agricultura de subsistência, cedo...
Saiba Mais
Desde 2001, Seu Luiz Paixão tornou-se um dos principais integrantes do grupo de Renata Rosa, cantora, compositora e rabequeira, formada pelas mãos do próprio mestre. O primeiro CD de Renata e desse projeto, Zunido da Mata, premiado internacionalmente (recebeu o Prêmio Choc de l\’Anné, da publicação Le Monde de la Musique, entre outros) e mais...
Saiba Mais
1 2 3 4