Tião Carreiro, um violeiro Rock and Roll – Yassir Chediak

Quando conheci Tião Carreiro fiquei impressionado com seus ponteados de viola caipira, sua bela agressividade e força musical e seu talento. Logo o associei aos grandes mestres do blues dos Estados Unidos, amados por tantos artistas mundo afora.

Como sempre gostei do Rock e das raízes brasileiras, me senti na obrigação de gravar este grande artista da nossa cultura popular, da viola. Estava planejando meu primeiro álbum e perguntei a opinião de produtores, agentes de gravadoras e músicos em geral e quase todos foram unânimes: “A época de Tião Carreiro!”.
Pra mim foi um balde de água fria mas, teimoso que sou, decidi ir em frente e gravar uma música do Mestre. 

Passei semanas ouvindo seus LPs – tenho uma coleção muito grande de discos do Tião, um dia contarei como comprei todos em uma tacada só. Não foi fácil selecionar apenas uma de suas canções mas quando ouvi “Chora Viola”, (Tião Carreiro e Lourival dos Santos), decidi que erra aquela. Iria gravá-la. É uma música que me representa, tem o som da viola, o som brasileiro, o som do sertão de Guimarães Rosa que dizia: “Eu queria estar estâncias dos violeiros que tocam o sentimento geral.”. Chora Viola representava o sentimento geral de todos nós que amamos a música desta terra.

Fomos para o estúdio, eu e o Maestro Caixote.
Quando disse para ele que deveríamos colocar uma guitarra elétrica na música ele relutou, mas conversamos e ele acabou concordando. Fizemos o arranjo e por último veio a guitarra. 

Caixote queria que o som da guitarra fosse suave, quase nem aparecendo, mas não era esta a minha ideia. Por fim, como ele era o produtor e eu um garoto inexperiente em gravações de estúdio, acabei cedendo. Começamos a gravar a guitarra e naquele momento o maestro foi chamado para uma reunião de emergência fora do estúdio. Estava aí a minha oportunidade de distorcer os sons da guitarra e foi o que fiz. Deixei o guitarrista Paulinho Resende gritar a guitarra, quase num duelo com a viola que obviamente sairia vencedora. Quando Caixote voltou sua reação foi bem engraçada: “Pô Yassir, te deixei sozinho e você bagunçou a música?”. É claro que ele não tinha ouvido, mas depois da audição deu um sorriso e finalizou: “Ficou diferente, muito bom.”.

Depois da gravação mostrei o resultado para a Alex Marli, filha do rei do pagode e imediatamente fui aprovado, ela adorou a leitura inovadora, pois a essência da viola e da música não foram distorcidas. Em seguida a música também foi elogiada pelo grande amigo do Tião, Chicão Pereira. Me senti orgulhoso, não apenas por ter conseguido realizar o sonho de gravar uma canção de um ídolo, mas por ter conseguido inovar e ser o primeiro a colocar guitarras com violas na música de Tião Carreiro, o Deus Carrancudo da nossa música.

Para ouvir “Chora Viola com guitarra” pelo Deezer clique aqui
Para ouvir Chora Viola com guitarra” pelo Spotify clique aqui!

A viola caipira é uma paixão nacional e aqui no site você encontrará o melhor conteúdo já produzido para o instrumento. Nosso material é uma pesquisa minuciosa do violeiro Yassir Chediak. Não deixe de seguir suas redes sociais.

Noticias Relacionadas

Programa Viola Caipira

Semanalmente apresentamos uma canção que fez história e que representa a cultura regional brasileira.

Mais vídeos

Programa Mundo Afora

Semanalmente apresentamos artistas brasileiros que tocam e cantam a música sertaneja de raiz.

Mais vídeos

Dicas de Viola Caipira

Saiba mais sobre afinações de viola, diferentes tipos de violas, ritmos, como tocar e como conservar bem seu instrumento.

Mais vídeos