FICA Orquestra de Viola Caipira

Oficina agroecológica e Orquestra de Violeiros movimentaram o terceiro dia do FICA

Atividades formativas ajudam ampliar os conhecimentos de turistas e vilaboenses, sobre questões ambientais e produções audiovisuais

A programação do terceiro dia da 23° edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica) contou com apresentações culturais e diversas atividades formativas. Oficina de culinária agroecológica e Orquestra de Violeiros foram os destaques da quinta feira, dia 26 de Maio.

Pela manhã, foi ministrado o terceiro dia do curso de Líder de Turismo de Aventura, em parceria com a Universidade Estadual de Goiás (UEG). O objetivo é capacitar novos profissionais para atuar na região da Serra Dourada. O turismo ecológico está entre os temas abordados no curso.

Ainda pela manhã, foi realizada, no auditório da Prefeitura da cidade de Goiás, uma oficina sobre “O Papel do Diretor – Da Ideia à Distribuição”, com o ministrante Dan Kamenach. Entre os diversos pontos discutidos, foi falado sobre como inserir a ideia de um filme no formato de documentário e ficção.

A tarde começou com várias atividades na praça do João Francisco, entre elas uma oficina de compostagem, onde as pessoas puderam aprender um pouco mais sobre como reaproveitar os resíduos orgânicos. Também aconteceu uma roda de conversa, com o tema “Comida é Cultura! Resistência Popular e Sistemas Agroalimentares”. Para debater, estiveram presentes Patrícia Tavares, Célia Mendanha, Delcídio Moreira e Aguinel Lourenço, além dos feirantes da Feira da Agricultura Familiar e beneficiários do Programa Vale Feira.

Ainda com o foco para alimentação e saúde, o Fica realizou uma oficina de culinária agroecológica, onde foi falado sobre a importância de uma alimentação saudável. Foram ensinadas algumas receitas utilizando plantas alimentícias não convencionais, com intuito de fazer as pessoas ampliarem seus horizontes alimentares.

Encerrando as atividades na praça, rolou uma apresentação cultural, com a participação especial da Orquestra de Violeiros da cidade de Goiás, que emocionou o público, tocando clássicos da música sertaneja raíz.

Poesia e Teatro

No Cine Teatro São Joaquim, o público pôde acompanhar uma vocalização de poesia, com o tema “Juventude? Onde estamos?”, por Thaina Oliveira. Fechando a programação, teve apresentação da peça teatral Minguta das Almas Zoi de Prata, com o ator Sérgio Praia.

Apresentação no Mercado

O segundo dia de apresentação no Mercado Municipal contou com a participação da banda MundHumano, com uma musicalidade inspirada nos sons brasileiros e africanos, cantaram músicas autorais e clássicos do axé, fazendo adultos e crianças caírem na dança. A dupla Vinicius e Venâncio subiu ao palco logo em seguida, encerrando a noite com muita música boa, do jeito que o goiano gosta.

Mostras fotográficas

Nesta quinta-feira (26), também foi realizada, na praça do João Francisco, a mostra “Agricultura Familiar: plantando e colhendo vida”, de Isadora Rios Barbosa Vellasco, João Gabriel Coura de Marins, Laura Célia de Carvalho Santos, Antônio Fabrício Evangelista Barbosa, Patrícia Dias Tavares, Mylena Mendonça Martins e Pollyane de Paula Pereira.

Já as mostras “Saúde e natureza: violências, lutas e resistência das populações tradicionais”, resultado da união de registros feitos pelos fotógrafos Janiel Divino de Souza, Leonardo Melgarejo, Pablo Piovano, Murilo Mendonça de Oliveira e Dagmar Olmo Talga, e “De longe eu venho: em terras iorubás”, de Jaqueline Talga, continuam disponíveis para visitação, no Câmpus Cora Coralina, da UEG.

Related Posts